Aula Inglês

Como Falar Inglês – Os Meus 3 Segredos!

English is the new Black. Falar inglês já deixou de ser um diferencial e passou a ser um “must-have” e hoje quero te entregar os meus 3 segredos de Como Falar Inglês.

Como Falar Inglês

Como Falar Inglês – Falar é mesmo o mais importante?

Não aprendemos a falar do dia para a noite. Passamos muitos e muitos anos ouvindo e compreendendo para depois falarmos. Quando pensamos em uma segunda língua, o processo pode ser mais rápido do que imaginamos, mas também pode demandar mais esforço do que estamos dispostos a fazer.

Começar não é o mais difícil. Permanecer, sim. Isso porque a maioria das pessoas já inicia o estudo pensando em Como Falar Inglês, sendo que essa habilidade é a “linha de chegada” e não a “largada”.

Pensando nisso, depois de anos (sim, digo mias de 5 anos) estudando inglês percebi que alguns pontos chaves simplesmente passaram batidos e de certa forma travaram meu aprendizado.

The Alphabet – O quanto isso influencia em Como Falar Inglês

Como Falar Inglês

Eu demorei anos para aprender de fato a pronuncia das letras e isso me bloqueou tanto que me pergunto até hoje o porque meus professores na época não me falaram que aprender isso iria me ajudar tanto.

Agora você pode estar se perguntando “mas isso é tão básico” ou “qualquer pessoa sabe falar o alfabeto em inglês”. Acredite, isso não é verdade.

A verdade é que  poucos sabem e os que sabem estão presos a melodias chicletes que são usadas em musicalização infantil. E eu me incluo nesse time. A música é tão influenciadora que mesmo hoje sabendo de forma independente, ainda tenho ela gravada na minha cabeça.

Mas, Como Falar Inglês pode ser mais fácil se eu souber o afabeto em inglês?

Simples. Sabendo como as letras são basicamente pronunciadas você conseguirá pronunciar corretamente as palavras em inglês em uma leitura a primeira vista, por exemplo.

Assim como a maioria dos idiomas exite mais de um som para determindas letras, mas sabendo a “raiz” fica mais fácil não cometer erros e assim, ter mais segurança e menos dúvidas de Como Falar Inglês.

Comprehension – Sentir Como Falar Inglês

Como Falar Inglês

Não estou falando só de entender as palavras, as frases, as expressões etc. Estou falando de sentir.

Quando estava na faculdade de tradução, me deparei com uma professora de português que disse uma frase que mudou a minha vida em relação ao aprendizado de idiomas.

Ela disse: “Você pode morar 50 anos na Inglaterra e ter passado todo esse tempo falando inglês, mas se você bater o dedinho do pé na quina do sofá, com certeza você vai gritar “Ai” e não “Oh”. Isso porque português não é só sua língua mãe, mas é a língua em que você sente.”

Todos riram na hora, mas também concordaram que essa era uma máxima. Um fato.

Nessa época, meu “boss” era Inglês, da Inglaterra (rs). Eu estava imersa na língua todos os dias e sempre que tinha a oportunidade perguntava para ele como ele se sentia determinada palavra. Como ele sentia a palavra.

Desnecessário dizer que as explicações dele foram muito mais eficientes e esclarecedoras do que qualquer dicionário jamais será.

E a partir daquele momento comecei a cada dia mais focar em qual sentimento aquela palavra me trazia e não no que o “Google Tradutor” me dizia o que ele correspondia.

Como Falar Inglês é sim sobre conhecer as palavras, mas também é sobre sentir e passar sentimentos através dos sons.

Muito antes disso, assim que me vi mais independete no estudo do idioma, fiz o dicionário monolíngue (um equivalente ao nosso Aurélio, mas aquele bem completo) o meu melhor amigo.

Isso porque percebi que os dicionários bilingues eram mais próximos de um  dicionário de sinônimos só que em outra língua.

Então, se posso te dar um conselho hoje, esse conselho seria: sinta as palavras. Saber o correspondente dela na sua língua mãe é só um detalhe. O mais importante é saber senti-la. Fazendo isso, dificilmente você terá dúvidas de como usar determinada palavra em inglês novamente.

Description – Como Falar Inglês Com Pouco Vocabulário

Como Falar Inglês

Quando começamos a estudar, começamos a decorar palavra por palavra. O medo de cometer erros e o medo de não saber a palavra que se quer falar são os dois pontos que mais impedem as pessoas de simplesmente se comunicarem.

Quando tinha 18 anos, precisava entrar no mercado de trabalho. Como já tinha mais de 5 anos estudando inglês decidi só me candidatar a vagas bilíngues. Por que? Por dois motivos: queria colocar em prática tudo que tinha aprendido; os salários eram bem mais atrativos.

Apesar de os salários hoje ainda serem mais atrativos para bilíngues, o mercado ainda tem dificuldade de achar profissionais qualificados.

O que me pergunto é: será que não existem profissionais qualificados o suficientes ou falta confiança para demonstrar a qualificação?

As vezes precisamos dar a cara pra bater e simplesmente nos jogar na oportunidade e crescer dentro desse oportunidade.

“Carol, mas em que descrever vai me ajudar? Eu não tenho muito vocabulário. Como vou me virar em um ambiente onde o inglês está presente o tempo todo?”

Ao invés de falar a palavra correspondente, tente descrever aquilo que você quer dizer e jogue para o ouvinte o questionamento de qual seria a palavra a ser usada.

Não deixe que a falta de vocabuláro ou até mesmo a sua memória interrompa o processo de comunicação.

Essas dicas que dei para Como Falar Inglês não servem só para o Inglês, claro. Elas se encaixam no aprendizado de outos idiomas.

Em resumo, quero deixar 3 perguntas para que você reflita e faça uma autoanálise:

  1. Você sabe pronunciar o alfabeto do idioma que está aprendendo?
  2. Consegue usar as palavras sem grandes dúvidas? Consegue senti-las?
  3. Como está o seu processo de comunicação? Ele acontece com facilidade ou é facilmente interrompido?

Se se sentir a vontade, compartilhe suas respostas nos comentários. Vai ser muito interessante ter essa interação aqui.

Me segue lá no Instagram (@carolfagu) para ficar sabendo de tudo em primeira mão.

Espero ter te ajudado e vamos permanecer aprendendo!

Beijos e até mais!

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.